logo
         

Educador canadense leciona para docentes do BONJA


Setembro / 2017


 


Lyle French abordou questões envolvendo o Ensino Bilíngue.

 



O diretor de Teaching and Learning da Avenues São Paulo, Lyle French, esteve em Joinville no último sábado (16). Na ocasião, ministrou aula para docentes de idiomas do BONJA, que realizam pós-graduação Lato Sensu em Educação Bilíngue, oferecida pela Instituição.

 

Com mais de 18 anos de experiência, o canadense Lyle é um educador reconhecido internacionalmente. Recentemente, atuou como diretor pedagógico na Escola Beit Yaacov, em São Paulo, onde dirigiu o desenvolvimento do currículo e a formação do corpo docente. Na Avenues São Paulo, supervisiona o currículo, o ensino e as conquistas dos alunos.

 

A escola americana Avenues é uma das escolas mais famosas do mundo e é referência em educação bilíngue. Sediada em Nova York, nos Estados Unidos, deve abrir sedes também em Xangai, Londres, Doha, Miami, Dubai, Vale do Silício e Cidade do México. Abaixo confira a entrevista com o educador.

 


BONJA: Qual a sua opinião sobre a Educação Bilíngue no Brasil?
Lyle French: O Ensino Bilíngue no Brasil tem, aproximadamente, 40 anos. Começou em São Paulo, na Escola Playpen Cidade Jardim. Na época, o colégio preparava crianças para ingressar em escolas internacionais: mantinha o currículo brasileiro, mas forte ensino em inglês. Penso que o Brasil, comparado à Argentina e ao Chile, está atrasado. Não há regulamentação e qualquer pessoa pode abrir uma escola e denominá-la Bilíngue. Entretanto, o ensino bilíngue requer imersão no idioma, ou seja, ter conteúdo em outro idioma. Não é ensino de línguas. A criança aprende o idioma a partir de outro contexto.

 

BONJA: Quais critérios, na sua opinião, permitem que uma escola denomine-se Bilíngue?
Lyle French:
Uma escola bilíngue deve ter carga horária significativa destinada à imersão. Há experiências interessantes no Canadá, com imersão total: as crianças ingressam aos 5 anos; falam inglês em casa e na escola somente francês. Na 3ª série, o colégio, aos poucos, acrescenta o inglês. No final do Ensino Fundamental a proporção é de 50% para cada idioma.

Outra questão é ter ou não professores nativos: não entendo como necessário, desde que tenham alto nível no idioma, bem como experiência internacional. Boas escolas bilíngues mantêm formação contínua dos professores, destinam 80% do tempo das aulas para que os alunos falem o idioma (os professores falam apenas 20%) e, principalmente, promovem engajamento do aluno. A escola também precisa ter objetivos mensuráveis, como a porcentagem das crianças que são aprovadas em exames de proficiência.

 

BONJA: Qual a idade ideal para a criança aprender um novo idioma?
Lyle French:
Pesquisas no Canadá avaliam, desde 1965, crianças que realizaram imersão no idioma aos 5 anos, com inclusão do inglês aos 8 anos, e crianças, que realizaram a imersão na 6ª série (ambas com a mesma metodologia de ensino). A avaliação ocorre, sempre, no final do Ensino Fundamental.

Os resultados mostram que o aprendizado relacionado à gramática e à escrita é muito similar. A diferença está na pronúncia. Os que aprendem mais tarde, falam como ingleses que aprenderam francês. Os que começam mais cedo, têm pronúncia natural, próxima a de um nativo. Contudo, ambos conseguem estudar ou trabalhar no idioma aprendido. Assim, quando me questionam sobre a idade para aprender um novo idioma, minha resposta é: o mais cedo possível.
 


Compartilhar

Unidade Centro

Ensino Médio e Ensino Superior. Rua Princesa Isabel, 438 Centro. Cep: 89201-270 - Joinville/SC. (047) 3026-8000.

Unidade Saguaçu I

Educação Infantil e Ensino Fundamental de 1ª a 3ª série. Rua Guaratuba, 200 Saguaçu. Cep: 89221-660 - Joinville/SC. (047) 3026-8000.

Unidade Saguaçu III

Ensino Fundamental de 4ª a 9ª série, Complexo Esportivo e Ensino Superior. Rua Mafra, 84 Saguaçu. Cep: 89221-665 Joinville/SC. (047) 3026-8000.

Academia Bonja

Venha entrar em forma! Rua Ada Xavier da Silveira, 168 Saguaçu. Cep: 89221-380 - Joinville/SC. (047) 3032-8836.

Programa de Bolsas

Serviço de Apoio ao Estudante - SAE Unidade Centro, Sala 2 - 1º Andar Centro Cultural Deutsche Schule (047) 3026-8006 / 3026-8034
Copyright © 2017 Bom Jesus/IELUSC - LOVERS | TI DESENVOLVIMENTO